Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

INTERIORIZAÇÃO DA GESTÃO

Comissão de Apoio Institucional encerra ano com 13 mil km percorridos

por CLÊNIA GORETH

segunda-feira, 02 de dezembro de 2019, 11h46

A Comissão de Apoio Institucional, presidida pelo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, encerrou nesta segunda-feira (02), no polo de Barra do Garças, o trabalho de interiorização da gestão do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, desenvolvido entre os meses de março a dezembro deste ano. Foram 14 reuniões no interior do estado e quase 13 mil quilômetros rodados, o equivalente a duas viagens de carro entre a Capital mato-grossense e a cidade de Natal, no Rio Grande do Norte.

Divididas em oito polos, todas Promotorias de Justiça foram contempladas com os encontros realizados pela Comissão de Apoio Institucional. O procurador-geral de Justiça destaca que o projeto foi desenvolvido em duas etapas: no primeiro semestre foram realizadas as reuniões para levantamento das demandas nas Promotorias de Justiça e apresentação das atribuições de cada departamento na área administrativa.

“Essa aproximação entre os promotores e a equipe da área meio foi fundamental para que eles conhecessem as pessoas que estão coordenando os departamentos e saber qual o melhor caminho para direcionar as suas demandas. Esse contato possibilitou a correção de procedimentos que acabavam burocratizando o funcionamento da máquina”, explicou Borges.

No segundo semestre, segundo ele, foram apresentados aos promotores de Justiça os resultados das demandas colhidas. No polo de Barra do Garças, por exemplo, foram disponibilizados novos computadores, móveis, equipamentos de ar-condicionado, central de telefone, entre outros itens.

Além da prestação de contas, a Comissão de Apoio Institucional também levou aos promotores de Justiça as principais ferramentas de gestão implementadas para melhorar e agilizar a atuação institucional. Este ano, as três principais novidades foram o Centro de Apoio Operacional do Conhecimento e Segurança da Informação (CSI), os CAOs (Centros de Apoio Operacionais) e a revisão do planejamento estratégico.

O coordenador das Promotorias de Justiça de Barra do Garças, Paulo Henrique Amaral Motta, ressaltou a importância da iniciativa. “É muito importante essa presença efetiva do procurador-geral e da sua equipe no interior. Para nós, do Vale do Araguaia, que por muito foi conhecido como vale dos esquecidos, o respaldo da gestão da Procuradoria-Geral de Justiça é essencial para nossa atuação em defesa da sociedade”, destacou.

A promotora de Justiça Nathália Carol Manzano Magnani também elogiou o trabalho realizado. “Esse contato com a Procuradoria-Geral de Justiça traz a chance de levarmos as demandas diretamente àqueles que podem solucioná-las, fazendo com que o interior tenha um papel também de protagonismo junto à administração”, enfatizou.

O procurador-geral de Justiça adiantou que no dia 12 de dezembro, em Cuiabá, haverá o fechamento dos trabalhos com os representantes dos oito polos. “Vamos fechar os trabalhos com a identificação dos problemas macros para a definição de ações em nível estadual”, informou.

COMARCAS ATENDIDAS:

Polo 1: Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães Poconé, Rosário Oeste, Santo Antônio do Leverger e Nobres;

Polo 2: Barra do Garças, Água Boa, Canarana, Campinápolis, Novo São Joaquim, Nova Xavantina, Ribeirão Cascalheira, Querência, Porto Alegre do Norte, São Félix do Araguaia e Vila Rica;

Polo 3: Cáceres, Mirassol D´Oeste, Porto Esperidião, Rio Branco, São José dos Quatro Marcos, Pontes e Lacerda, Comodoro, Araputanga, Vila Bela da Santíssima Trindade e Jauru;

Polo 4: Primavera do Leste, Rondonópolis, Guiratinga, Itiquira, Pedra Preta, Jaciara, Juscimeira, Dom Aquino, Paranatinga, Poxoréu, Alto Araguaia, Alto Taquari, Alto Garças e Campo Verde;

Polo 5: Sorriso, Sinop, Feliz Natal, Nova Ubiratã, Vera, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Porto dos Gaúchos, Cláudia, Marcelândia, Tabaporã e Tapurah;

Polo 6: Tangará da Serra, Diamantino, Nortelândia, Arenápolis, Campo Novo dos Parecis, Barra do Bugres, São José do Rio Claro e Sapezal;

Polo 7: Alta Floresta, Apiacás, Nova Monte Verde, Paranaíta, Colíder, Nova Canaã do Norte, Terra Nova do Norte, Itaúba, Peixoto de Azevedo, Matupá e Guarantã do Norte;

Polo 8: Juína, Brasnorte, Juara, Aripuanã, Cotriguaçu e Colniza.

Galeria de imagens
Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo