Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

COMBATE À EVASÃO ESCOLAR

Evento comemora 15 anos do Projeto Fortalecer em VG

por ANA LUÍZA ANACHE

quinta-feira, 14 de novembro de 2019, 14h36

Os 15 anos do Projeto Fortalecer foram comemorados nesta quinta-feira (14) com um evento realizado no Centro Universitário de Várzea Grande (Univag). Idealizadores, parceiros, alunos, pais, convidados e autoridades estiveram juntos para uma manhã especial, com apresentações culturais de coral e dança, exibição de vídeos, palestra, apresentação do projeto, depoimentos e homenagens. A iniciativa é desenvolvida pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Várzea Grande, em parceria com a Prefeitura Municipal e o Univag. 

O Fortalecer foi instituído em 2004, fruto da percepção do MPMT da necessidade de se atuar preventivamente em situações de infrequência escolar de forma a evitar a evasão. O projeto foi então concebido com a missão de combater a evasão e integrar a rede de defesa dos direitos da criança e do adolescente. O objetivo é desempenhar papel articulador entre a política de educação e demais políticas públicas no enfrentamento da evasão escolar, identificando casos de infrequência e dedicando-lhes atendimento pautado numa perspectiva resolutiva. 

“Fico extremamente feliz por estar aqui, hoje, na comemoração dos 15 anos do Projeto Fortalecer, uma iniciativa que sempre contou com apoio imensurável da Procuradoria-Geral de Justiça e dos órgãos parceiros do município e da iniciativa privada. É uma soma de esforços que visa a atuar com foco na diminuição da evasão escolar. E ver resultados tão expressivos é ainda mais gratificante. Até o fim de 2018 registramos o atendimento de 3.835 alunos matriculados nas escolas municipais de Várzea Grande, mas certamente já passamos dos 4 mil. E esse número é ainda maior se contabilizarmos que atingimos não só o aluno, como também seus familiares”, afirmou o promotor de Justiça Douglas Lingiardi Strachicini, que está à frente do projeto atualmente. 

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, agradeceu ao Ministério Público por idealizar o projeto. “São 15 anos de afeto junto à população. Aqui em Várzea Grande estamos muito agradecidos por esse trabalho de vocês, por esse acreditar junto conosco, mostrando que o nosso objetivo é dar cada vez mais oportunidades às crianças e adolescentes. O estudo é essa grande oportunidade de termos um futuro melhor e brilhante nas nossas vidas”, ponderou. 

O professor articulador do Projeto Fortalecer, Gilberto Rodrigues da Silva destacou que a caminhada nesses 15 anos não foi fácil. “Inicialmente o atendimento era somente no período noturno, hoje o quandro de funcionários do projeto aumentou consideravelmente e conseguimos atender a contento”, considerou. Já a pró-reitoria de Graduação do Univag, Elizabeth Aguirre lembrou que o centro universitário completa 30 anos em 2019, dos quais 15 dedicados ao Fortalecer. “São ações dessa natureza que potencializam a vivência acadêmica dos alunos”, disse. 

Palestra - O procurador de Justiça titular da Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente, Paulo Roberto Jorge do Prado, falou sobre “Infrequência escolar: compartilhando responsabilidades para garantir educação de qualidade”. Segundo o palestrante, o grande desafio da atualidade na educação é manter os alunos em sala de aula na era digital, diante do avanço da tecnologia e da virtualização. “Qual a escola que precisamos construir para tornar a sala de aula atrativa e fazer com que os alunos compareçam?”, questionou. 

Paulo Prado enfatizou a importância do trabalho desenvolvido pelo Projeto Fortalecer e lembrou que atender um aluno que não vai para a escola pode ajudar a detectar um lar com desemprego, exploração do trabalho infantil e abandono. “Precisamos construir um movimento conjunto entre todas as instituições para mudar a realidade por meio de uma grande transformação social”, argumentou. 

Metas - São metas do Fortalecer identificar causas que impactam na frequência escolar, realizando atendimento, encaminhamento e acompanhamento quando necessário; desenvolver estratégias de parceria com a sociedade civil para o enfrentamento da infrequência/evasão escolar; contribuir para a permanência da criança e do adolescente na escola; fomentar a participação das famílias na vida escolar do aluno. 

O público-alvo é composto por crianças e adolescentes matriculados na rede municipal de educação de Várzea Grande em situação de infrequência escolar, pais de alunos, profissionais e funcionários da rede de educação. Hoje são atendidas 62 unidades escolares, sendo 50 urbanas e 12 rurais. Segundo mapeamento da equipe técnica do projeto, o período com maior caso de infrequência é o matutino e as principais causas são conflito familiar, problemas de saúde do aluno, violação de direitos, desinteresse, dificuldade de acordar cedo, falta de material escolar, falecimento de familiar, dificuldade dos responsáveis em levar o filho na escola. 

Atividades - O Fortalecer compreende atividades como visitas institucionais às unidades escolares; atendimentos psicossociais; visitas domiciliares; palestras, oficinas e rodas de conversa com a comunidade escolar; encontro com famílias nas unidades escolares; encaminhamento para a rede de atendimento do município; ações nas áreas de assistência social, saúde e educação; mobilização, seleção e qualificação de voluntários.

Galeria de imagens
Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo