Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

PROMOTOR DE JUSTIÇA SUBSTITUTO

Cerca de 75% dos candidatos inscritos realizaram a prova neste domingo

por CLÊNIA GORETH

domingo, 01 de setembro de 2019, 11h05

Dos 3.009 candidatos inscritos para o concurso de promotor de Justiça substituto no Ministério Público do Estado de Mato Grosso, 2.209 realizaram a prova preambular objetiva neste domingo (01/09). O percentual de ausentes foi de 26.59%. Segundo informações da Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora do certame, a média está dentro da normalidade.

O gabarito será divulgado nesta segunda-feira (02), a partir das 17h no site da FCC. Dos candidatos inscritos, 29 necessitaram de atendimento especial. A prova foi realizada nas dependências da Universidade de Cuiabá (UNIC), na av. Barão de Melgaço.

Logo no início da manhã, já era perceptível a movimentação na região. Para facilitar o fluxo, os portões foram abertos 15 minutos antes do previsto. Entre os candidatos,  pessoas de diversas localidades do país. Muitos já foram para o local da prova levando as malas, pois de lá seguirão para o aeroporto ou rodoviária. Pelo menos dois ônibus foram locados por candidatos do interior do Estado para participação no certame.

TRANSPARÊNCIA – O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira,  o secretário-geral do Ministério Público, promotor de Justiça Milton Matos da Silveira, e os integrantes da comissão do concurso, procuradores Marcelo Ferra de Carvalho e Luiz Alberto Esteves Scaloppe, acompanharam os trabalhos.

Os membros da instituição fizeram questão de verificar a abertura das caixas onde estavam as provas. Candidatos também foram convidados a acompanhar o procedimento. Nenhuma anormalidade foi constatada, o que garantiu o início das provas dentro do horário previsto.

CELERIDADE – Da decisão para abertura do concurso público e a sua efetivação foram menos de seis meses. O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges, destacou a celeridade e  adiantou que, apesar de o concurso prever três vagas, a expectativa é de que nos próximos quatro anos mais aprovados sejam convocados.

“É um concurso que tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois. Eu imagino e espero que aqui passe no mínimo 30 candidatos que eu tenho certeza que serão novos colegas promotores nesses próximos quatro anos. A perspectiva é muito boa e a necessidade é grande, principalmente nas Promotorias de Justiça do interior do Estado”, destacou.

 

Galeria de imagens
Conteúdos Relacionados
Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo