Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

MAIO AMARELO

MPMT e parceiros mobilizam sociedade em São Félix do Araguaia

por CLÊNIA GORETH

quinta-feira, 09 de maio de 2019, 17h23

Alunos das escolas estaduais, municipais e privadas de São Félix do Araguaia, município distante 1.173 Km de Cuiabá, participaram nesta semana de diversas ações e palestras alusivas ao movimento “Maio Amarelo”. A mobilização contou com a parceria da Escola Pública de Trânsito do Detran, da Polícia Militar, dos agentes penitenciários e da Prefeitura de São Félix do Araguaia.

“Aderimos à campanha com mote na violência no trânsito devido ao crescente número de mortes e de feridos graves que acabam ocupando as unidades de saúde e  hospitais públicos, impactando negativamente com a falta de vagas em leitos para o atendimento das situações de cirurgias e atendimentos ambulatoriais eletivos”, explicou o promotor de Justiça Jairo José de Alencar Santos.

Segundo ele, o objetivo principal da campanha é sensibilizar as crianças e adolescentes sobre a problemática. Por isso, a maioria das ações foi concentrada em palestras nas escolas. O MPMT buscou também envolver a sociedade na  mobilização.

Durante a semana, a Prefeitura de São Félix do Araguaia realizou a pintura das faixas de pedestres, principalmente nas imediações das escolas e locais de grande fluxo de pessoas. A campanha foi realizada ainda no município de Alto Boa Vista.

O trânsito seguro faz parte dos 10 eixos temáticos elencados pela Promotoria de Justiça de São Félix do Araguaia para melhoria da segurança pública e qualidade de vida dos cidadãos dos municípios que integram a Comarca.

ESTADUAL: O Ministério Público do Estado de Mato Grosso aderiu ao Movimento Maio Amarelo, que busca chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A iniciativa está sendo divulgada junto ao público externo e interno por meio de todas as plataformas digitais disponíveis no MPMT.

No ano passado, em Cuiabá e Várzea Grande, segundos dados da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), foram registradas 206 mortes no trânsito, o que equivale a uma morte a cada quase dois dias. Foram 136 mortes em Cuiabá e 70 em Várzea Grande, região metropolitana da capital.

No âmbito do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, somente em 2018 foram oferecidas 610 denúncias na Capital relacionadas a crimes cometidos no trânsito, como homicídio culposo, embriaguez ao volante e lesões corporais culposas.
Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo