Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DA PRAINHA

Promotor de Justiça participa da entrega de obra de esgotamento sanitário

por ANDERSON PINHO

terça-feira, 07 de maio de 2019, 16h56

O promotor de Justiça Gerson Barbosa, da 17ª Promotoria de Defesa Ambiental, Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural, prestigiou na manhã desta terça-feira (7) a entrega da reestruturação da Estação Elevatória da Prainha (EEE Prainha), localizada no bairro Porto, às margens do Rio Cuiabá, que volta a operar. A unidade, integrante do Sistema de Esgotamento Sanitário Dom Aquino, foi entregue à comunidade em solenidade realizada pela Prefeitura de Cuiabá e a Águas Cuiabá, a concessionária dos serviços de água e esgoto da capital. O evento integra a programação oficial de comemoração dos 300 anos da capital de Mato Grosso.

"A Estação Elevatória da Prainha consta como uma das obras do Plano Emergencial de Investimentos, no valor total de 228 milhões, constante do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que o Ministério Público firmou com a empresa concessionária de água e esgoto e o Município de Cuiabá, tendo como interveniente a Agência Reguladora de Serviços Públicos. O TAC prevê um investimento total de R$ 1,2 bilhão e a obrigação do fornecimento de água potável, de forma contínua, para toda a população, até dezembro de 2019, e coleta e tratamento de 91% de todo o esgoto gerado em Cuiabá, até 2024. Até hoje não sabemos o motivo pelo qual referida estação foi desativada, se apresentando uma prioridade a sua reestruturação", analisa Gerson Barbosa.

Com capacidade de vazão de 360 litros de efluentes por segundo, ela também recebeu novos equipamentos. As melhorias, que asseguram sua eficiência, resultam do investimento de R$ 3,6 milhões. Inaugurada inicialmente em 2003, a EEE Prainha teve suas atividades suspensas em 2012. Para que pudesse voltar a funcionar, a estação passou por obras de ampliação e melhorias feitas com base em projetos que priorizaram a eficiência operacional necessária à nova configuração do Sistema. Com a retomada do funcionamento, a unidade será responsável por enviar à ETE Dom Aquino o material proveniente de 16 bairros, todos pertencentes à Bacia da Prainha.

“Ao investir em coleta e tratamento de esgoto, estamos priorizando a saúde, a qualidade de vida e a natureza. É nesta trilha que temos caminhado e vamos seguir, unindo esforços, investimentos e trabalho em prol da população”, afirmou o prefeito Emanuel Pinheiro, lembrando que cada R$ 1 investido em saneamento básico significa a economia de R$ 4 em saúde.

Os sistemas de esgotamento sanitário são compostos por quatro etapas: coleta, afastamento, tratamento e destinação dos efluentes. As estações elevatórias de esgoto colaboram com o transporte do material coletado até a ETE, garantindo que o esgoto sanitário chegue às ETEs por meio de bombeamento. Com o trabalho de ampliação do sistema de saneamento básico, em curso desde 2017, Cuiabá passará a contar, com 11 novas estações elevatórias, construídas em regiões estratégicas localizadas nas áreas de cobertura dos sistemas de esgotamento Dom Aquino e Tijucal.
 
Foto: Luiz Vieira
Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo