Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

GAZETA

Ministério Público denuncia PM

quinta-feira, 15 de agosto de 2019, 10h56

DA REDAÇÃO

Ministério Público ofereceu denúncia contra um policial militar que deixou homem cego. O atendimento de uma ocorrência sobre suposta perturbação do sossego alheio, em Alto Paraguai (a 218 km a médio-norte de Cuiabá), resultou em fratura e evisceração (arrancamento) do olho esquerdo de um dos acusados. O fato aconteceu no dia 18 de novembro do ano passado. Acusado de ser o autor dos disparos, o 3º Sargento da Polícia Militar Roosevelt Ferreira da Silva responderá pelo crime previsto no artigo 209 do Código Penal Militar, ofensa à integridade corporal de natureza grave que resultou em debilidade permanente de sentido e deformidade duradoura. A vítima, Allisson Santiago de Arruda Leite, foi atingida com tiro de uma espingarda calibre 12 carregada com munições de borracha.

Consta na denúncia que no momento em que os disparos foram efetuados, Bruno Ricardo de Souza, amigo da vítima, tentou socorrê-la e acabou sendo atingido por outro disparo efetuado pelo policial, que também provocou lesão em seu braço esquerdo. Em relação a esse fato, o denunciado responderá pelo crime de lesão corporal de nature za leve. As vítimas estavam em uma conveniência e o PM suspeitou que Allisson fosse o dono do veículo que estava com o som alto. Ao exigir a documentação, iniciou-se uma discussão. “Conforme as circunstâncias observadas, é indubitável que o denunciado agiu de forma intencional e absolutamente desproporcional tanto com seu ataque à vítima Allisson, assim como, de modo plenamente injustificável, com relação ao ofendido Bruno Ricardo de Souza, que sequer esboçara algum ato de injusta e iminente agressão em desfavor da guarnição”, relatou o promotor de Justiça Allan Sidney do Ó Souza, em trecho da denúncia.

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo