Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

O ESTADO DE MATO GROSSO

Mauro Mendes quer implantar a primeira UTI aérea de Mato Grosso

terça-feira, 23 de julho de 2019, 09h36

Felipe Leonel

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou a intenção de incorporar uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em uma aeronave do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). O anúncio foi realizado nesta sexta-feira (19), quando o Ciopaer entregou 43 medalhas Aviação da Segurança Pública Mérito Águia Uno, a maior honraria da unidade para personalidades que prestaram bons serviços em prol da aviação da Segurança Pública. De acordo com o governador, a instalação de uma UTI aérea vai proporcionar ao Estado uma economia milionária. “Nos primeiros meses do ano era R$ 1,4 milhão, R$ 1,5 milhão com UTI aérea, um número bastante expressivo e, por isso, buscamos criar junto ao Ciopaer este novo serviço, que ainda será incorporado, e vamos voar com o custo pela metade”, destacou Mendes.

O governo do Estado, entretanto, não definiu um prazo para a concretização da proposta, pois ainda depende da alocação dos recursos. O Ministério Público será um dos parceiros para a implantação do serviço. Por meio de recursos de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o órgão vai destinar R$ 800 mil para reformar e transformar um avião em UTI aérea. Na avaliação do procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, possuir uma UTI aérea em um estado com território continental não é luxo, é uma ‘necessidade’. “Mato Grosso é um estado continental, maior que muitos países europeus, e ter a nossa aviação não é um luxo, mas uma necessidade. Estamos fazendo um convênio para que, no caso de uma emergência, o procurador-geral ou qualquer outro procurador que precise ir para o interior onde não tenha aviação, ou não consiga emtempo hábil chegar por via terrestre, possa usar os aviões do Ciopaer”, destacou.

 

CIOPAER Com um helicóptero e um avião, há 13 anos foi implantando o Grupamento Aéreo de Mato Grosso (Graer). A equipe de 18 policiais começou a fazer a diferença no policiamento e apoio às operações, aumentando a importância desta unidade ligada à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Atualmente, o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) tem duas bases Várzea Grande e Sorriso, dispõe de seis aviões, três helicópteros, mais de 90 policiais militares, civis e bombeiros, voando uma  média de 1.600 horas/ano.

Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo