Ministério Publico do Estado de Mato Grosso
empty

GAZETA

Estação é reativada e vai atender 16 bairros

quarta-feira, 08 de maio de 2019, 14h25

ELAYNE MENDES
DA REDAÇÃO

Estação Elevatória da Prainha (EEE Prainha), instalada no bairro Porto, volta a operar após sete anos e atenderá 68 mil usuários, distribuídos em 16 bairros da região central da capital. Conforme a Águas Cuiabá, concessionária responsável pelo serviço água e esgoto da cidade, para que a estação voltasse ao seu pleno funcionamento foi necessário fazer sua reestruturação e implantação de novos equipamentos, ao custo de R$ 3,6 milhões. Prefeito Emanuel Pinheiro salientou que a estação tem papel fundamental na preservação do rio Cuiabá, pois antes de sua reativação, o esgoto era jogado no local sem nenhum tipo de tratamento. Diretor geral da Águas Cuiabá, Luiz Fernando Fabrianni explica que a concessionária não conseguiu identificar o responsável pela desativação da EEE.

A estação foi inaugurada em 2003 e teve suas atividades suspensas em 2012. E para retomar suas atividades foram necessárias obras de ampliação e melhorias realizadas com base em estudos recentes referente à captação de esgoto na região onde opera. “Esta unidade atenderá 16 bairros, todos aqueles que fazem parte da Bacia da Prainha. Todo o esgoto produzido nestes bairros serão encaminhados para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Dom Aquino, onde receberão o devido tratamento”. O diretor da Águas Cuiabá salienta que a EEE é de extrema importância para o tratamento de esgoto das regiões oeste e leste da capital. Destaca que a empresa conseguiu elevar a porcentagem deste serviço, que antes de ser assumido pela concessionária estava estagnado nos 33%.

“Atualmente nós conseguimos coletar e tratar 56% do esgoto produzido na cidade. Até o final do ano esse índice aumentará e assim seguiremos até contemplar 100% dos usuários”. Fabrianni explica que desde a intervenção por parte da prefeitura, há um anseio para a reativação da EEE. Segundo ele, esta é uma das 11 estações elevatórias que serão entregues neste mês de maio. Todas as obras fazem parte do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a empresa, Prefeitura de Cuiabá e o Ministério Público Estadual (MPE) e contempla o Plano Águas Cuiabá 300 anos, elaborado em alusão aos 300 anos da capital mato-grossense. A Estação Elevatória da Prainha faz parte do Sistema Dom Aquino que desde o ano passado passa por obras de ampliação e melhorias.

Segundo o diretor da concessionária responsável pelo serviço de saneamento da capital, as execuções estão na fase final. O investimento total será de R$ 50,1 milhões. Após a conclusão desta e outras obras que compreendem as regiões oeste e leste, haverá uma concentração nas execuções nas regiões sul e norte. “Cuiabá está indo na contramão do que vemos no cenário nacional, pois há um investimento considerável nos processos de gestão do saneamento básico. Nosso objetivo é alcançar a excelência quando o assunto é água e esgoto”. Prefeito Emanuel Pinheiro destacou a importância da obra para a saúde e o meio ambiente, visto que o esgoto de 16 bairros estava sendo despejado no rio Cuiabá sem qualquer tipo de tratamento.

“O que estava acontecendo nada mais era do que uma agressão à saúde dos cuiabanos e ao meio ambiente, pois os efluentes eram despejados no rio Cuiabá in natura. Agora ele é 100% tratado”. Pinheiro elogiou o trabalho desenvolvido pela concessionária de saneamento e o empenho do MPE na busca pela universalização do saneamento. De acordo com ele, a cidade se tornou um grande canteiro de obra, no qual o objetivo principal é levar qualidade de vida aos cuiabanos. “Até o final deste ano 100% dos lares cuiabanos receberão água tratada nas torneiras e de forma intermitente. Além disso, 61% do esgoto já estará sendo coletado e tratado”. A EEE atenderá os bairros da Lixeira, Bandeirantes, Centro Norte, Dom Aquino, Centro Sul, Goiabeiras, Santa Helena, Araés, Baú, Senhor dos Passos, Consil, Miguel Sutil, Jardim Alvorada, Bosque da Saúde 2, Porto e Poção.

Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo