Ministério Publico do Estado de Mato Grosso

DIÁRIO DE CUIABÁ

Zuquim dá 15 dias para defesa de acusados

quarta-feira, 06 de junho de 2018, 10h49

Da Reportagem

Antes de definir se aceita ou não a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) no que tange a Operação Bônus, 2ª fase da Operação Bereré, o desembargador José Zuquim Nogueira concedeu um prazo de 15 dias para os acusados apresentarem defesa preliminar. Em contrapartida, Zuquin negou o pedido de separação do processo das pessoas que possui foro privilegiado das que não possuem. No total, o Ministério Público denunciou 58 pessoas por crimes como organização criminosa, corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.

Além disso, o magistrado, determinou o compartilhamento de provas à defesa dos denunciados, à Receita Federal, ao Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Mato Grosso. As investigações culminaram na prisão do deputado estadual Mauro Savi (DEM), do ex-secretário-chefe da Casa Civil Paulo Taques, de seu irmão Pedro Jorge Zamar Taques, do executivo José Kobori e os empresários Roque Anildo Reinheimer e Claudemir Pereira dos Santos.

Todos estão detidos no Centro de Custódia de Cuiabá desde o início do mês passado. O Ministério Público ofereceu denúncia criminal contra 58 pessoas supostamente envolvidas num esquema que teria desviado cerca de R$ 30 milhões dos cofres públicos por meio de um contrato firmado entre a empresa EIG Mercados Ltda. e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). Além de Savi, também foram denunciados o presidente da Assembleia Legislativa, José Eduardo Botelho (DEM), os deputados estaduais José Domingos Fraga (PSD), Wilson Santos (PSDB), Baiano Filho (PSDB), Nininho (PSD) e Romoaldo Júnior (MDB). (KA)

Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo