Seu navegador não suporta javascript!
Ministério Público do Estado de Mato Grosso
Página Inicial
 
Intranet
Acessar Intranet
MP na Mídia
23.08.17 09h53
Ministério Público investiga pagamentos de pensões
23.08.17 09h51
Secretaria de Saúde não poderá mais usar nome do Ipas
22.08.17 13h56
Turin defende carreira atrativa para o MP e melhor salário a professor
18.08.17 10h49
Cridac passará por reforma
18.08.17 10h42
Selma suspende todas audiências

Mais MP
Intranet
Acessar
Tamanho A A
'COMPRA COLETIVA'

Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande aderem a consórcio de saúde

Por JANÃ PINHEIRO
Quinta, 10 de agosto de 2017, 15h34

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, assinaram na manhã desta quinta-feira (10), na Procuradoria Geral de Justiça, protocolo de adesão para participar de um consórcio de saúde que está sendo formatado para comprar e distribuir medicamentos e insumos hospitalares, destinados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Com estas duas adesões, sobe para 78 o número de municípios que já assinaram o protocolo para participar da chamada “compra coletiva”.

Em maio deste ano, Ministério Público do Estado, Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Tribunal de Contas do Estado, Secretaria de Estado de Saúde e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de MT assinaram um protocolo de intenções para criar o consórcio. Desde então, os parceiros vêm trabalhando em conjunto para mostrar aos prefeitos os benefícios trazidos pelo consórcio. A principal vantagem da compra em conjunto é a redução de custos. A expectativa é conseguir uma economia de até 70% na aquisição de medicamentos e insumos de saúde.

A adesão dos dois maiores municípios do Estado, junto com os outros 76 que já haviam assinado o protocolo, representa 60% das aquisições de medicamentos realizados no Estado. O consórcio busca a adesão dos 141 municípios mato-grossenses, quanto mais prefeituras comprando, menor o custo. A expectativa é que a primeira compra seja realizada no início de 2018. Mesmo após a efetivação do consórcio, novos municípios podem aderir.

O procurador-geral de Justiça Mauro Curvo destacou a importância da adesão de Cuiabá e Várzea Grande. “Hoje temos a satisfação de receber aqui os dois maiores municípios do Estado assinando este protocolo de adesão. Este não é um trabalho do Ministério Público é uma realização coletiva. Estamos juntos para realizar um sonho, que é termos aqui em Mato Grosso um consórcio para adquirir medicamentos, materiais e equipamentos hospitalares, serviços na área de saúde, que englobem todos os municípios e, que vá além, que englobe o Estado comprando medicamentos de alto custo, para que a gente possa garantir que o medicamento chegue até aquela pessoa que está precisando, que está enfrentando um problema de saúde.”

Na solenidade os prefeitos receberam, simbolicamente, a minuta de lei municipal que precisa ser aprovada nas câmaras municipais para que o consórcio possa ser criado de direito e de fato. “Estamos trabalhando dia e noite porque acreditamos que este consórcio pode ser um divisor de águas na saúde de Mato Grosso”, destacou Mauro Curvo.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, parabenizou o procurador-geral de Justiça pela iniciativa. “Este trabalho não é para o senhor é para toda uma população de um estado e de todos os municípios que precisam deste pacto, desta união. Hoje quem sofre com a falta de medicação é o cidadão. Nós gestores, porém, sofremos também, porque encontramos muitas dificuldades com fornecedores, com licitações que muitas vezes dão deserta e isso compromete a aquisição de medicamentos. Acredito que estamos dando hoje um passo importantíssimo que vai impactar diretamente na vida de cada pessoa que precisa de um remédio e também nos cofres públicos, já que comprando juntos vamos economizar”.

Já o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, classificou o momento como histórico para a saúde pública de Cuiabá e do Estado de Mato Grosso. “Meus parabéns ao procurador Mauro Curvo que, justiça seja feita, é o grande idealizador deste consórcio. Tão logo foi eleito ele esteve no meu gabinete me falando deste projeto, já sonhando com este novo procedimento, probo, ágil, democrático e integrado para aquisições de medicamentos e todos os insumos hospitalares. Foi um sonho que agora se torna realidade. São instituições se reunindo para dar solução a um dos mais angustiantes problemas do nosso Estado, que é a questão da saúde pública e, em particular, as aquisições de medicamentos. Todos sairão ganhando com este consórcio. O grande beneficiado, porém, será a população”.

O consórcio tem por objeto institucional à gestão associada de saúde com a finalidade específica de operacionalizar ações de assistência farmacêutica por meio da aquisição e distribuição de medicamentos, insumos, equipamentos e serviços, com o fito exclusivo à população do SUS.

Na adesão as partes se comprometem, entre outros pontos, a integrar ações para articulação, organização e operacionalização de consórcio destinado à aquisição de medicamentos e insumos de saúde, bem como apoiar a incentivar a adesão dos 141 municípios de Mato Grosso ao consórcio.

Participaram da reunião do termo de adesão o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho, o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Antonio Joaquim, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga e o representante da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Wagner Simplício.

 
Compartilhe nas redes sociais
e-mail facebook twitter


Confira também:
23.08.17 17h30 » MP entra com ação e pede desocupação e demolição de imóveis construídos em área verde
23.08.17 15h46 » MPE ingressa com ação contra Estado e requer providências para adequação do Terminal Rodoviário de Cuiabá
23.08.17 10h54 » Parecer do MPE é pelo não cabimento do Mandado de Segurança impetrado pelo ex-secretário de Administração
23.08.17 10h52 » Projeto investe em educação ambiental para conservação de nascentes na Capital
23.08.17 08h09 » Ouvidoria Itinerante atende nesta quinta no bairro Parque Cuiabá
22.08.17 15h59 » MPE realiza congresso para discutir dilemas e desafios no processo de educação
21.08.17 18h03 » Comissão de Gestão Ambiental do MPE visita unidades de compostagem para elaborar Plano de Logística Sustentável
21.08.17 16h31 » MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
21.08.17 14h21 » MP produz revista sobre a realidade do local onde ocorreu a maior chacina de MT
21.08.17 10h42 » MPE pede a condenação de ex-prefeito por perda de recursos federais para o município
18.08.17 16h59 » MPE denuncia estudante por homicídio triplamente qualificado e requer manutenção de prisão
18.08.17 10h18 » MP recomenda que hospital cumpra a lei e deixe parturiente ter acompanhante
18.08.17 08h22 » MP entra com ação e pede anulação de processo seletivo em Cáceres
17.08.17 17h55 » Acordos firmados pelo MPE asseguram mais de R$ 11 milhões para início das obras
17.08.17 17h48 » TAC assegura ressarcimento de R$ 253 milhões aos cofres públicos





youtube facebook facebook RSS







Galeria de Fotos
Mais Fotos
Entrevistas
É possível estender efeitos de decisão, que concede medidas cautelares a colaborador, a corréus não colaboradores?
Por Mauro Viveiros: Procurador de Justiça titular da Procuradoria Criminal Especializada na área de Crime Organizado, Mestre em Direito pela UNESP, Doutor em Direito Constitucional pela Universidade Complutense de Madrid e Especialista em Estudos sobre o Crime Organizado pela Universidade de Salamanca-ES.
Mais Entrevistas
Buscar
Agenda e Eventos
Congresso Determinantes do Sucesso Educacional no Brasil
Data: 24.08.2017 - 25.08.2017
Informações: (65) 3688-6400
I Encontro Estadual da Infância e Juventude
Data: 31.08.2017 - 01.09.2017
Informações: (65) 3613-5174
Mais Agenda

Defender o regime democrático, a ordem jurídica e os interesses sociais e individuais indisponíveis, buscando a justiça social e o pleno exercício da cidadania.

» A Instituição » Teclas de Atalho » Corregedoria-Geral
» Acessibilidade » Projetos » Controle Interno
» Concursos » Departamentos » Gestão Ambiental - MP Sustentável
» Legislação » Licitações » Links
» Lotacionograma » Notícias » Órgãos Auxiliares
» Planejamento Estratégico » Portal Transparência » Procuradorias de Justiça Especializadas
» Publicações DOE » Todos Contra as Drogas » Terceiro Setor

Procuradoria Geral de Justiça

Rua Quatro, s/nº

Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-921

Fone: (65) 3613-5100


Sede das Promotorias de Justiça da Capital

Av. Desembargador Milton Figueiredo Ferreira Mendes, s/nº

Setor D - Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-928

Fone: (65) 3611-0600

Horário de atendimento ao público externo e protocolo: 08h às 18h

Ministério Público do Estado de Mato Grosso - Procuradoria Geral de Justiça