Seu navegador não suporta javascript!
Ministério Público do Estado de Mato Grosso
Página Inicial
 
Intranet
Acessar Intranet
MP na Mídia
20.10.17 10h09
Polícia prende assaltantes de residências
20.10.17 10h06
Valdir Piran se livra de tornozeleira
19.10.17 10h14
Em nota, Gaeco repudia as declarações do cabo
19.10.17 10h09
Juíza vai processar cabo da PM
19.10.17 10h04
Aniversário é lembrado com protesto e pedidos

Mais MP
Intranet
Acessar
Tamanho A A
DIÁRIO DE CUIABÁ

Tenente Ledur é afastada das funções

Sexta, 04 de agosto de 2017, 10h35

ALINE ALMEIDA
Da Reportagem

A tenente do Corpo de Bombeiros Izadora Ledur de Souza Dechamps acusada de tortura que resultou na morte aluno Rodrigo Patrício Lima Claro está afastada de suas funções. O Diário Oficial do Estado que circulou ontem traz um pedido de licença médica expedida pela corporação. O afastamento temporário tem data retroativa a partir de 18 de julho e terá validade até 15 de outubro.

No último dia 27, a juíza Selma Arruda determinou que a tenente seja monitorada por tornozeleira. Também determinou medidas como suspensão do cargo de tenente até o final da instrução, comparecimento mensalmente em juízo. E ainda que permaneça distante de quaisquer locais relacionados ao Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, inclusive da Secretaria de Segurança Pública, para evitar o risco de novas infrações.

E proibição de manter contato com as testemunhas arroladas pelo Ministério Público. Ledur é ré em uma ação penal na qual é acusada pelo Ministério Público de ter praticado o crime de tortura contra o aluno soldado Rodrigo Claro, na 16ª edição do curso, o que teria causado a morte do rapaz. Rodrigo teria sido exposto a diversas torturas e afogamentos no dia 10 de novembro do ano passado na Lagoa Trevisan.

Após passar mal, sem socorro algum foi pilotando a própria moto até o Comando e de lá para a policlínica do Verdão. Na unidade foi detectado um quadro de AVC, o aluno foi transferido para o Hospital Jardim Cuiabá onde morreu no dia 15 de novembro. Além disso, o MP encaminhou um ofício a Polinter para que seja investigado o crime de tortura contra outro aluno. A polícia confirmou que o inquérito vai ser aberto.

Segundo o documento do Ministério Público Estadual, o objetivo é apurar se a tenente do Corpo de Bombeiros e outros cometeram crime de tortura contra Maurício Júnior dos Santos. O aluno teria sido submetido a sessões de afogamentos e chegou até mesmo a desmaiar. Ele desistiu da carreira de bombeiros até por temer a vida.

 
Compartilhe nas redes sociais
e-mail facebook twitter


Confira também:
20.10.17 10h09 » Polícia prende assaltantes de residências
20.10.17 10h06 » Valdir Piran se livra de tornozeleira
19.10.17 10h14 » Em nota, Gaeco repudia as declarações do cabo
19.10.17 10h09 » Juíza vai processar cabo da PM
19.10.17 10h04 » Aniversário é lembrado com protesto e pedidos
17.10.17 10h43 » Justiça bloqueia bens de Luciane Bezerra
17.10.17 10h40 » MP vai investigar irregularidades
11.10.17 10h37 » Selma nega afastar promotora de ação
11.10.17 10h34 » Documentos contradizem delação de Nadaf
10.10.17 13h18 » MPE denuncia Luciane por fraudes
10.10.17 13h15 » Justiça proíbe tráfego de caminhões
09.10.17 11h10 » MP veta Dutra só para o futebol
09.10.17 11h07 » MP vai analisar improbidade
09.10.17 11h01 » Membros do CV já respondem a 9 ações penais
06.10.17 10h37 » Órgãos analisam impacto da LOA





youtube facebook facebook RSS







Galeria de Fotos
Mais Fotos
Entrevistas
Entrevistas
Buscar
Agenda e Eventos
Mais Agenda

Defender o regime democrático, a ordem jurídica e os interesses sociais e individuais indisponíveis, buscando a justiça social e o pleno exercício da cidadania.

» A Instituição » Teclas de Atalho » Corregedoria-Geral
» Acessibilidade » Projetos » Controle Interno
» Concursos » Departamentos » Gestão Ambiental - MP Sustentável
» Legislação » Licitações » Links
» Lotacionograma » Notícias » Órgãos Auxiliares
» Planejamento Estratégico » Portal Transparência » Procuradorias de Justiça Especializadas
» Publicações DOE » Todos Contra as Drogas » Terceiro Setor

Procuradoria Geral de Justiça

Rua Quatro, s/nº

Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-921

Fone: (65) 3613-5100


Sede das Promotorias de Justiça da Capital

Av. Desembargador Milton Figueiredo Ferreira Mendes, s/nº

Setor D - Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-928

Fone: (65) 3611-0600

Horário de atendimento ao público externo e protocolo: 08h às 18h

Ministério Público do Estado de Mato Grosso - Procuradoria Geral de Justiça